• Especialista em coronavírus da China disse estar “muito preocupada” com um segundo surto
  • Ela alertou que o número crescente de casos importados pode desencadear outra epidemia 
  • Guangzhou relatou ontem um caso de contágio doméstico de um homem que adoeceu após ter contato próximo com uma mulher que retornava da Turquia

Uma das principais especialistas em coronavírus na China alertou que o país está enfrentando um segundo surto devido ao crescente número de infecções detectadas entre os recém-chegados do exterior.

A professora Li Lanjuan, membro da equipe de especialistas em vírus de Pequim, disse estar “muito preocupada com o fato de os casos importados poderem desencadear outra epidemia em larga escala em nosso país”.

Ela comentou após as autoridades de saúde relatarem o primeiro caso no país de alguém que possivelmente tenha contraído a doença (COVID-19) de outra pessoa vinda do exterior. A especialista disse, “Será que podemos fazer todos os esforços para proteger nosso país e prevenir outra epidemia de acontecer? É um desafio muito difícil”.

Médicos em Guangzhou, a capital da província de Guangdong, diagnosticaram um paciente com COVID-19 que ficou doente após entrar em contato com sua esposa vinda da Turquia. Esse é considerado o primeiro registro de um possível caso importado.

O homem de 54 anos queixou-se de dores musculares e cansaço em 17 de março. Ele foi hospitalizado no dia 20 com uma febre baixa e testado positivo para o COVID-19 no dia seguinte. Ele esteve em contato com sua esposa de 34 anos que também foi diagnosticada com o vírus após uma viagem de negócios para Istambul onde ela permaneceu de 22 de janeiro a 8 de março, retornando para Guangzhou em 9 de março via Bangkok.

Via DailyMail