Uma empresa especializada na fabricação de eletrodomésticos e jardinagem projetou um ventilador médico para ser usado em hospitais em resposta à pandemia de COVID-19

A Gtech disse que o ventilador pode ser fabricado em “questão de dias”, em meio a preocupações de que as instalações de cuidados intensivos no Reino Unido estejam sob pressão à medida que a crise se intensifica.

O proprietário da Gtech começou a trabalhar no projeto no domingo, quando o diretor de negócios do governo britânico, perguntou se a empresa poderia ajudar no aumento do número de ventiladores para respiradores artificiais o Reino Unido.

Nick Gray (centro) e sua equipe de design (Gtech / PA Wire)
Nick Gray (centro) e sua equipe de design (Gtech / PA Wire)

Com o estoque atual em torno de 8.000, Nick Gray, proprietário da Gtech, disse que se sentiu “compelido” a responder aos pedidos de ajuda do governo.

“No começo, pensei que era uma farsa – perguntando se eu poderia ajudar a criar até 30.000 ventiladores médicos em menos de duas semanas”, disse ele.

“Quando percebi que era uma necessidade genuína, senti-me compelido a ajudar.”

Um vídeo do ventilador em ação está sendo apresentado ao governo e ao NHS na sexta-feira, bem como um esboço do projeto e especificação de peças.

A Gtech, com sede em Worcester, é especializada na fabricação de aspiradores sem fio e ferramentas elétricas para jardins.

Gray comprou um ventilador médico como ponto de referência e encarregou sua equipe de engenharia e modelagem de projetar um protótipo na segunda-feira.

Após dificuldades iniciais com a forma de fornecer o suprimento de oxigênio, a empresa disse que o “avanço” era redefinir partes mecânicas.

Uma válvula direciona o oxigênio para a seringa que aperta um recipiente de ar autoinflável – fornecendo 400 ml de ar diretamente nos pulmões dos pacientes.

Projetamos o ventilador inteiramente a partir de peças que podem ser prontamente fabricadas com materiais de estoque ou compradas prontamente

Nich Gray, dono da Gtech

Gtech disse que uma segunda seringa atua como um temporizador e, uma vez liberada a respiração, ela reinicia o aríete pronto para o próximo ciclo, enquanto os gases residuais são alimentados em um reservatório para enriquecer o suprimento de ar do paciente.

O ventilador é acionado e controlado inteiramente a partir do suprimento de oxigênio do hospital, o que significa que não há necessidade de eletricidade.

O Sr. Gray disse: “Projetamos o ventilador inteiramente a partir de peças que podem ser prontamente fabricadas com materiais de estoque ou compradas prontamente.

“Isso significa que, se o governo aprovar e desejar os ventiladores Gtech, eles poderão ser fabricados por quase qualquer empresa de engenharia e fabricação.

“A Gtech pode produzir cerca de 100 por dia em uma semana ou duas, desde que possamos encontrar empresas de fabricação de aço e usinagem CNC para nos ajudar a fabricar algumas das peças”.

A empresa disse que planeja produzir mais dois ventiladores, que serão submetidos ao governo para avaliação.

Via https://www.barrheadnews.com/news/national-news/18322384.medical-ventilator-manufactured-matter-days/